Anarquistas na luta contra o ISIS

Chegada em Kobanê

Durante vários dias na fronteira sírio-turca, a cidade de Kobanê está sitiada pelas forças do Estado islâmico (ISIS). Kobanê é um ponto estratégico, se a cidade cai, todo o Curdistão sírio está ameaçado, e com ele um modelo político e social, o de “autonomia democrática” e “Confederalismo democrático” construído desde julho de 2012.

A cidade é defendida por unidades de proteção populares (YPG), milícias ligadas ao PKK, a maioria que está lutando são os curdos, mas contam com o apoio também de árabes, turcos, muçulmanos, yazidis, cristãos ou ateus, unidos contra os fanáticos do ISIS.

Milhares de jovens, socialistas, sindicalistas, revolucionários, feministas, libertários chegavam de toda a Turquia para Kobanê. Elas e eles vão lá para apoiar e defender a cidade.

O exército turco tenta dispersá-los, já que ela é acusada de ser muito mais permissiva com os jihadistas que estão tentando, também, para cruzar a fronteira para se juntar ao ISIS

Apesar das barragens do exército turco, centenas de ativistas e militantes conseguiram atravessar a fronteira. Entre eles, os camaradas do Grupo Ação Revolucionária Anarquista (DAF) , que fizeram a viagem de Istambul para participar da defesa de Kobanê, e enviou essas fotos.

Abaixo reproduzimos o comunicado da Ação Revolucionária Anarquista – Devrimci Anarşist Faaliyet:

EM SHINGAL, KOBANE E TODA ROJAVA ISIS É DAHAKA E O POVO É KAVEH

No Curdistão, as pessoas estão lutando contra o ISIS, “a violência procriadaparida pelo capitalismo e os Estados que começam guerras para seus próprios benefícios. ISIS, subcontratante dos Estados que buscam estratégias de lucrar na região, está atacando pessoas enquanto grita “Estado islâmico!” e “guerra santa, jihad”. As pessoas estão sofrendo de fome e sede, adoecendo, se ferindo; migrando e morrendo. Eles ainda estão lutando nessa luta pela existência. As pessoas estão lutando não para os esquemas e estratégias em torno de mesas de reuniões, não para o lucro, mas pela sua liberdade. Como a liberdade é existir sob o risco de ser não existente. Como a liberdade é viver. Como a luta de Kaveh, defendendo a vida, resistindo contra Dahakas.


E agora, EUA, UE, Turquia; todos os
Estados que têm expectativas de lucrar da região, estão estabelecendo coalizões contra o ISIS, a “violência procriada“, que na realidade não é uma perturbação para eles. Os que não gostam de sua posição na coalizão começam intrigas, as relações estão ficando tensas e soltas, e depois tensas novamente, enquanto que todos os lados estão mudando seu discurso do amanhecer ao anoitecer e agindo de forma inconsistente.


Afinal, esta é a característica mais evidente de todo o
Estado. Dos Estados não se pode esperar que estejam em linha reta, porque os Estados são covardes. Estados covardes cuja única expectativa é de lucro, fundaram o ISIS ontem, arrependendo-se hoje e reconhecendo o Estado islâmico amanhã. E as pessoas vão estar sempre lutando por seu futuro e sua liberdade, assim como no passado.
Saudações a todos que lutar e defender a vida em Rojava.


Todas as
tramoias dos Estados e do capitalismo serão destruídas, a violência procriada será extinta, ISIS vai perder contra os combatentes da liberdade e as pessoas serão vitoriosa como sempre. Levamos a nossa crença na liberdade de Kaveh que se colocou contra Dahak. E tomamos a nossa crença de muitos companheiros que lutam contra Dahaks.


SOMOS TODOS
KAVEH CONTRA DAHAKS.

 


cruzando a fronteira

destruindo a fronteira

marcha até Kobanê

entrando em Kobanê

recepção do povo

marcha pela rua principal

 

lanche no deserto

em Kobanê

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Anarquistas na luta contra o ISIS

  1. Pingback: (Turquia/Síria) – Anarquistas na luta contra o ISIS (Estado islâmico)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.