Aos 16 anos: não vá pra urna, vá pra rua (FLE)

10690263_10202623368841540_3702084466852137666_n A considerar os últimos acontecimentos do país, não é exatamente uma responsabilidade o jovem ir para as urnas. E porque? Porque depois de tantos anos de corrupção, roubalheira e tantas outras barbáries cometidas contra o nosso povo, ter que, ainda assim, perder um domingo do ano para “votar” em eleições sujas e manipuladas, em “pessoas” que não se preocupam com o nosso povo, é total perda de tempo. É notável que a ditadura militar ainda é vigente, às cobertas. Um Estado opressor ao negro, favelado; omisso à educação e saúde, que bate nos nossos professores e aclama a máfia, a corja que ainda temos o desprazer de chamar de políticos; que possui uma Polícia, assim como as forças armadas, despreparadas; que tem o prazer de trazer megaeventos ao país, enquanto seu próprio povo morte na fila do SUS. Só gostaríamos que não se esquecessem de algumas coisas: É direito constitucional rebelar-se, e os nossos direitos não esqueceremos. Por isso, diremos: Vamos às ruas, não às urnas.

Texto: Frente Livre Estudantil (FLE)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.