Ato dia 1 de Outubro: 1 ano da batalha na cinelândia (RJ)

942049_497137887022551_2085348213_nNo dia 1 de Outubro as trabalhadoras e trabalhadores da educação e seu sindicato (SEPE) convocam todas e todos para um ato em frente a Câmera da vereadores, na Cinelândia (RJ), pelo direito de lutar e em memória da batalha do ano passado. No dia 1 de Outubro de 2013 a nossa democracia mostrou mais uma vez sua face autoritária e violenta.

Após despejar com brutalidade dezenas de profissionais da educação do município do Rio que ocupavam a Câmara dos Vereadores, em protesto ao plano de carreira apresentado pelo prefeito Eduardo Paes, o Estado do Rio promoveu neste dia um verdadeiro estado de sítio, fechando desde a madrugada todos os acessos a Cinelândia, impedindo a entrada de pessoas nas sessões da câmara, e cercando todo o centro da cidade com viaturas da polícia para aprovar às escuras o plano que destruía a carreira dos trabalhadores da educação. O plano foi votado, às pressas e sob bombas, mas a cidade assistiu um dos seus maiores espetáculos de resistência. Por horas e horas as/os trabalhadores da educação resistiram como puderam e com o apoio do povo que foi às ruas exigir justiça e uma educação decente para ele e seus filhos. Enquanto policiais atiravam bombas para silenciar o protesto das pessoas, estas eram chutadas e centenas retornavam para a frente da Câmara mostrando seu repúdio ao que assistiam.

Um ano depois, após tanta repressão aos grevistas de 2014, após detenções e prisões de vários companheiros profissionais da educação e outros manifestantes, com tantos outros ainda presos e torturados dentro do presídio, um ato como esse é fundamental. Precisamos estar todas e todos nas ruas, dia 1 de Outubro, condenando este Estado autoritário, a mentira das eleições e exigindo uma verdadeira democracia que só poderá ser construída através do poder do povo.

Lutar não é crime!

Eleição é farsa! Todo poder ao povo!

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.