Não Vote, grite! Grito dos excluídos 2014

DSC_0300 No próximo domingo (7 de Setembro) ocorrerá, mais uma vez, o Grito dos Excluídos. Nós participamos todos os anos do grito, junto aos movimentos populares combativos, marchando ao lado das companheiras e companheiros dos trabalhos sociais onde atuamos, como os prés-comunitários, alfabetizações, movimento de favelas, estudantil, sem-teto, de combate às opressões e sindical. Ano passado tivemos um 7 de Setembro histórico. Compomos com a Frente Independente Popular (FIP) o grande ato que interrompeu o desfile dos torturadores na Avenida Presidente Vargas. Logo depois, nos somamos aos outros movimentos sociais e chegamos até o monumento de Zumbi, onde o próprio povo trocou a bandeira do Estado brasileiro pela bandeira negra da cor de Palmares e do anarquismo. Este ano precisamos, mais uma vez, afirmar este grito combativo. Sabemos que em ano de eleições os partidos eleitorais utilizam deste ato para fazerem suas campanhas e desfilarem pela avenida, como se fosse uma festa dos opressores. Mas sabemos, também, que muitos movimentos sociais combativos, autônomos e lutadoras e lutadores do povo em resistência e combate contra o capital e o Estado marcam presença no grito e é fundamental a solidariedade entre nós. Não existe revolução sem povo, não existe luta revolucionária vitoriosa isolada dos movimentos sociais e organizações dos trabalhadores. Por isso mantemos nossa opção de participar do grito e fazer um bloco anti-eleitoral, classista, com as vozes de revolta que atravessam nossa classe. Participaremos, como organização, apenas desta atividade e convidamos todas e todos a comporem este grande bloco no Grito dos Excluídos 2014.

Concentração: 9h na Candelária, junto com a concentração puxada pelo Comitê de Mobilização de base dos profissionais da educação.

Todo poder ao povo! Não vote, lute!

Liberdade para Rafael Braga, Caio e Fabio.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.