Plenária aberta do GEP Educação Pública: a luta prossegue.

1507170_548274651955861_8706698360107174154_n Dia 1 de Outubro de 2014 lembramos 1 ano da aprovação do plano de carreira dos profissionais de educação do município, sob bombas e prisões, mas também da heroica resistência dos educadores e de todo o povo que foi para as ruas em solidariedade à sua classe. Após este dia, por duas vezes em uma semana 100 mil pessoas marcharam pelas avenidas do centro do Rio e demonstraram como a educação é uma luta de toda a classe trabalhadora. Uma destas datas foi no dia 15 de Outubro, dia da educadora e do educador, que também será lembrado com um ato este ano.
Junto a todas estas lutas e histórias, vemos o sofrimento da nossa categoria e dos alunos com o atual quadro da rede pública e após a greve unificada de 2014. Descontos, ameaças, violência, perseguição e agressão de PMs. Para piorar, temos um sindicato preocupado com eleições para o Estado, fazendo campanhas para parlamentares e pro executivo e que insiste em desunificar a nossa luta e nossa classe. Um sindicato burocratizado, distante do chão da escola, longe da categoria, e que no momento de maior ataque à nossa categoria preferiu suspender as assembleias, as lutas, os atos e apostar nas negociatas de gabinete e com secretários. O resultado não poderia ser outro: estamos pelo terceiro mês seguido sendo descontados, dezenas de educadores da rede estadual perderam suas lotações, as escolas onde trabalhavam, e o clima é de medo e insegurança.
As principais ações que tivemos e vimos nasceu da própria base, hoje se articulando no Comitê de Mobilização pela Base.
Para pensar nossa política cotidiana, nossa luta nas escolas e nas comunidades, nossa integração com o movimento estudantil, nossa resistência, nós, do GEP, convidamos as companheiras e companheiros que apostam apenas no combate diário e na luta coletiva, na ação direta e na democracia real, para a nossa Plenária Aberta que acontecerá no dia 04 de Outubro.

Todo poder ao povo!
Vamos à luta!

Sábado, dia 04 de Outubro, às 17h na Ocupação sem-teto Chiquinha Gonzaga.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.