Quilombo resiste!

No dia 28 de Abril, o coletivo de moradores da Ocupação sem-teto Quilombo das Guerreiras, expulsa pela “revitalização” da área portuária do Rio do prédio que ocupou e reconstruiu – de forma autogestionária, sem chefes e sem o Estado – por mais de 7 anos na Avenida Francisco Bicalho 49 (Leopoldina), fez um ato em frente a CDURP, órgão que operaciona as obras no porto que expulsam famílias de suas casas e comunidades, denunciando as mentiras faladas pelo prefeito Eduardo Paes e a situação precária que passam atualmente, vítimas das políticas de despejo e de aluguel social.
Mesmo realizando um ato pacífico, a CDURP chamou a polícia e mostrou seu desespero diante do povo organizado. Tentaram inicialmente impedir a entrada dos moradores, escolher a comissão de negociação e fazer a conversa individualmente com cada morador, buscando assim diminuir a força do coletivo e destruir o grupo. Todos estes “joguetes” foram recusados e mais uma vez a Quilombo avisou que não aceitará um caminho individual para um processo e uma história que é coletiva.
Moradia já para a Quilombo das Guerreiras!

“Povo de luta não é de brincadeira, aqui quem fala é a Quilombo das Guerreiras!”

q1 q2 q3

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Quilombo resiste!

  1. Pingback: http://terraeliberdade.org/quilombo-resiste/ | Rebaixada

  2. Pingback: http://terraeliberdade.org/quilombo-resiste/ | Rebaixada

  3. Pingback: http://terraeliberdade.org/quilombo-resiste/ | Rebaixada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.