Recado para a burguesia

Hoje, enquanto você estiver dormindo em casa com suas crianças, moradores da Maré estarão tendo seus direitos desrespeitados e suas casas invadidas, seus filhos e filhas serão humilhados e terão armas apontadas para suas cabeças por este Estado. Mas você continuará dormindo tranquilo, seguro de sua propriedade e de seu status quo. Você sabe que poderá aproveitar a cidade e passar o domingo na praia rindo com seus amigos, na mesma cidade que lhes é negada, mesma cidade da qual são excluídos. Mas você não, você poderá continuar a viver do trabalho daqueles que agora a polícia oprime, oprime para que sua vida possa continuar como está, sem ser incomodada, construída em cima da desigualdade e do massacre, só para que você possa se sentir superior, superior apenas porque detém capital, capital que nada mais é do que o trabalho daqueles que são agora mantidos oprimidos. É uma pena que nós não podemos deixar de lembrar tudo isso, só para você saber que não importa o tamanho da sua casa, da sua conta bancária, ou o limite do seu cartão crédito, você é um lixo, sua vida é uma farsa vergonhosa, ninguém pode te salvar desta realidade, a sociedade que te mantém e que você ajuda a manter constitui o que você significa e o que você significa, neste contexto, é a ausência de sentido da injustiça.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.